TRT-18 atende pedido da ASSOJAF-GO e inicia implementação de novas medidas de segurança

07/04/2016

Em resposta às reivindicações da ASSOJAF-GO, o Tribunal Regional do Trabalho - 18ª Região (TRT-18) informou, por meio de despacho, a adoção de uma série iniciativas em prol da segurança dos oficiais de Justiça. Algumas delas já estão em funcionamento, como a lotação de um agente de segurança na Central de Mandados para acompanhar os oficiais em diligências. Confira aqui a íntegra do despacho e informações sobre a atuação do servidor.

Entre as medidas adotadas, está a aquisição de equipamentos de segurança individuais, como o colete à prova de balas, reivindicação antiga da ASSOJAF-GO. Conforme deliberou o diretor-geral do órgão, Ricardo Lucena, os equipamentos serão adquiridos e ficarão à disposição dos servidores daquele Tribunal.

Além disso, o TRT-18 comunicou que o Núcleo de Segurança do órgão prepara convênio com a Polícia Militar do Estado de Goiás para aprimorar o contato entre forças policiais e o oficialato, bem como viabilizar o acesso a informações de estratégicas para a atuação da categoria.

O diretor Secretário da ASSOJAF-GO, Valmir Oliveira da Mota, que acompanha de perto a tramitação dos pedidos da entidade falou sobre as medidas. "Agradecemos ao TRT-18 pela atenção a essas reivindicações tão importantes para a categoria. Continuaremos a gestão junto ao Tribunal para atendimento das demais solicitações da entidade em prol de melhorias de condições de trabalho", destacou.

Luta da categoria

Os pleitos da ASSOJAF-GO foram reforçados por oficiais de Justiça avaliadores federais de todo o País, que encaminharam e-mails aos Tribunais regionais. A campanha ganhou força após o assassinato do oficial de Justiça, Francisco Ladislau, em 11 de novembro de 2014, no Rio de Janeiro enquanto cumpria mandados judiciais. O caso causou grande comoção na categoria que busca tornar o doloroso dia em marco de luta. O intuito do oficialato é fazer o dia 11 de novembro ser lembrando como Dia Nacional de Cuidado com a Segurança, em memória de Francisco Ladislau. No despacho, o TRT-18 informou, também, a inclusão do dia no calendário oficial, conforme solicitado pela categoria, bem como a divulgação da data nos canais de comunicação da instituição.

Fonte: ASSOJAF-GO