Reforço na segurança do processo eleitoral

Por Leandro Caetano

O presidente do TRE-DF, Desembargador Humberto Ulhôa, encaminhou ofício ao presidente do TJDFT, Desembargador Romeu Gonzaga, solicitando a cessão de agentes de Polícia Judicial para reforçar a segurança dos cartórios eleitorais no período que antecede o fechamento do cadastro dos eleitores, época que um grande número de pessoas comparece aos prédios da justiça eleitoral. Em anos anteriores a PMDF foi requisitada para desempenhar essa missão.

A ideia da instituição é formar uma unidade de elite na justiça eleitoral do Distrito Federal capaz de realizar a proteção das instalações eleitorais e colaborar no trabalho de proteção da autoridade judicial. Segue trecho do documento nesse sentido: ..."em função das eleições gerais em outubro próximo, o cadastro geral de eleitores será fechado no dia 04 de maio de 2022. Este fato, historicamente, causa acentuada procura por parte dos eleitores pelos serviços dos cartórios eleitorais. Em face disso, informo que é intenção desta administração criar um grupo especial de policiais judiciais para auxiliarem nos trabalhos que antecedem o fechamento do cadastro de eleitores".

Isso demostra que Polícia Judicial está assumindo o seu papel, conquistando o respeito das autoridades e instituições que compõem o Judiciário Federal.