Presidente da AMB recebe magistrados do DF que abordam a questão da segurança dos juízes

13.04.2016

Na tarde desta quarta-feira (13), o presidente da AMB, João Ricardo Costa, se reuniu com representantes da Associação dos Magistrados do Distrito Federal e Territórios (Amagis-DF), a fim de discutir sobre a preocupação dos juízes brasilienses em relação ao risco da atividade da magistratura.

O juiz Pedro Yung-Tay Neto, do 3º juizado Especial Criminal de Brasília, relatou os casos de ameaça que sofreu no cumprimento de suas funções. "Trazer à Associação dos Magistrados Brasileiros essa demanda é um pedido para que possamos, no atual momento, rever essa questão com a intenção de que a magistratura volte a ser reconhecida como uma carreira de risco", explicou.

João Ricardo Costa concordou com a preocupação da Amagis-DF e disse que o encontro é importante para "mostrar o pleito da magistratura em relação à atividade perigosa do juiz, que está tendo muita visibilidade agora em função dos últimos acontecimentos com colegas da carreira", comentou ao citar o atentado à juíza Tatiane Moreira Lima, que foi feita refém dentro do Fórum do Butantã em São Paulo, no último dia 30.

Para a diretora de comunicação da Amagis-DF, juíza Theresa Karina de Figueiredo, a união das associações representa melhoria para a magistratura. "Certamente a integração das associações locais com a AMB, na busca de conferir a atividade jurisdicional mais segurança e eficácia, é essencial para o exercício da função do juiz", destacou.

Participaram também da reunião os magistrados Marilza Neves Gebrin e Edilson Enedino.

Fonte: AMB