Policiais Judiciais são aprovados em provas de credenciamento para Instrutores de AT pela PF

Por Leandro Caetano

Cinco policiais judiciais do DF estão entre os 38 aprovados no curso de credenciamento para Instrutores de Armamento e Tiro oferecido pela Polícia Federal. Neste ano, o processo contou com a participação de 158 candidatos de todo o Distrito Federal, restando ao final do processo apenas 38 aprovados. "Esse curso acontece a cada quatro anos e tem por objetivo examinar a capacidade técnica para o manuseio de arma de fogo", afirmou o instrutor de Armamento e Tiro, policial judicial Daniel Carvalho, também aprovado no curso.

O credenciamento é de fundamental relevância para dar continuidade aos projetos de capacitação e certificação de policiais judiciais e magistrados para obtenção do porte de arma de fogo funcional e particular.

Com o curso, o policial tem a chance de se reciclar, aperfeiçoando a capacidade técnica, recebendo o amparo da Polícia Federal, além de que o certificado aumenta a credibilidade das instruções ministradas pelos policiais credenciados.

O processo seletivo foi realizado em duas etapas e todas de caráter eliminatório. A primeira foi composta por duas fases, sendo a análise da documentação e investigação social. Já a segunda etapa foi composta de: prova teórica exigindo conhecimento em Armas de Fogo, Balística, Legislação: prova oral envolvendo toda a disciplina exigida na prova teórica; prova prática de Tiro e de montagem e de desmontagem de armamento e por fim prova prática de conhecimentos em didática e instrução envolvendo armas de fogo.

Aprovados:

Daniel Carvalho - Agente de polícia judicial/TJDFT

Emerson Silva Gomes - agente de polícia judicial/TJDFT

Rodrigo Bento - agente de polícia judicial/TJDFT

Gabriel Dantas - agente de polícia judicial/TJDFT

Maurício Cardoso - agente de polícia judicial/STF