Comissão de Segurança do TJ realiza cursos de defesa pessoal e gerenciamento de crises

7 de abril de 2016

O Tribunal de Justiça da Bahia, em parceria com as secretarias estaduais de Segurança Pública; e de Administração Prisional, vai realizar cursos de Defesa Pessoal e Gerenciamento de Crises para magistrados.

Os dois cursos integram o Programa de Segurança Institucional da área de competência Gestão Judiciária e Estratégica e foram concebido pela Universidade Corporativa (Unicorp) do Tribunal de Justiça da Bahia para o biênio 2016-2018.

Serão realizados por meio da Comissão Permanente de Segurança do Tribunal de Justiça, da Unicorp e da Academia de Polícia (Acadepol), com o apoio da Associação de Magistrados do Estado da Bahia (Amab).

As inscrições estão abertas para ambos os cursos: nos dias 5 e 6 deste mês para as primeiras turmas e no período de 5 a 30 para as demais turmas, através do Sistema de Gestão de Educação Corporativa (Siec).

A capacitação em defesa pessoal, com objetivo assegurar a segurança pessoal dos magistrados e servidores que atuam em varas específicas, terá carga de 20 horas e abordará segurança orgânica, medidas de autoproteção e prática de tiro.

A ação gerenciamento de crises terá carga de 16 horas e visa a capacitação de magistrados para prevenção, gestão e recuperação de situações críticas que venham a acontecer no exercício da magistratura.

O curso oferece 250 vagas presenciais, em Salvador e nas comarcas do interior, num total de cinco turmas, das quais duas em Salvador e três distribuídas pelas regiões de Juazeiro, Vitória da Conquista e Barreiras.

Para o curso Defesa Pessoal serão disponibilizadas 100 vagas (20 vagas por turma); Gerenciamento de Crises serão 150 vagas (30 vagas por turma).

As primeiras turmas de ambas ações terão como público prioritário os membros da Comissão de Segurança do Tribunal de Justiça da Bahia, Vara de Delitos praticados por Organização Criminosa, Vara de Execuções Penais, Vara do Júri e Vara de Violência Doméstica

Para o público do interior serão priorizados os juízes que estão lotados na região do local onde será realizada a ação de capacitação.

Clique aqui e veja a programação.

Fonte: TJ BA